CONTATO
Segunda a Sexta: Das 8h às 20h
Sábados: Das 8h às 12h
agendamento@clinicaecare.com.br
11 5080.8908

O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) na TV e no cinema

Nada como uma boa história para relatar questões sérias como o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC). Para entender melhor como o transtorno impacta a vida das pessoas, separamos alguns grandes sucessos da TV que abordam sobre ele. Prepare as pipocas e dê play nessas atrações!

Melhor é impossível (1997)

Jack Nicholson é Melvin, um escritor grosseiro, sarcástico e preconceituoso com mulheres, homossexuais e negros. Está sempre atacando o seu vizinho Simon (Greg Kinnear) e a garçonete Carol (Helen Hunt), que o atende todos os dias no mesmo restaurante e se esforça para aguentar suas grosserias.

Melvin sofre de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e evita entrar em contato com sentimentos e emoções. Ele não faz elogios, não gosta de receber e seus hábitos são verdadeiros rituais.

Nicholson consegue mostrar com excelência como se comporta um indivíduo com TOC, detalhando os pequenos transtornos que sofre no dia a dia.

 

O Aviador (2004)

Estrelado por Leonardo DiCaprio, o filme conta a história de Howard Hughes, produtor, cineasta e pioneiro em aviação nos Estados Unidos, que, após herdar a herança do pai, se muda para Los Angeles para investir em seu primeiro filme “Hell’s Angels”.

A trama mostra detalhes da vida de Hughes, incluindo sua movimentada vida amorosa, suas extravagâncias, fobias e comportamentos compulsivos e que o levaram ao isolamento. A situação chega ao extremo quando ele se tranca no quarto sem roupas, tentando evitar qualquer bactéria presente no ar, por isso tinha o hábito de se afastar de tudo e todos.

 

TOC – Transtornada Obsessiva Compulsiva (2017)

Tatá Werneck interpreta Kika K, uma atriz de telenovelas e comerciais de TV que conquistou milhares de fãs, mas que faz de tudo para manter as aparências enquanto sua vida pessoal e profissional desmorona. Ela precisa lidar com a fama, com um fã obsessivo (Luis Lobianco) e com o namorado galã que só pensa em sexo (Bruno Gagliasso).

Com toda essa confusão, Kika ainda tem que lidar com as limitações do Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC).

 

Grey’s Anatomy

Uma das séries mais famosas da TV norte-americana e que ficou bastante conhecida no Brasil, Grey’s Anatomy apresentou um caso de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) por meio de seus personagens mais antigos. Trata-se de Miranda Bailey (Chandra Wilson), que desenvolveu TOC após perder três pacientes em decorrência de uma infecção e enfrentar o fracasso do seu primeiro casamento.

Mas como lidar com esse transtorno quando sua principal responsabilidade é cuidar de outras pessoas? O episódio faz parte da 10ª temporada da série.